segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Breve história recente do rabugento


Parte1
Boa noite pessoal, neste segundo post irei expor como encontra-se o atual momento da minha vida em alguns apectos e perspectivas de saúde financeira.

Sou casado há pouco mais de 3 anos (sem filhos), com uma mulher maravilhosa que conheci nos  tempos da faculdade, ao todo são 12 anos que nos conhecemos e pouco mais de 7 anos de namoro até o casamento.

O casamento é  por comunhão parcial de bens, o que não importa muito pois nunca tive bosta nenhuma mesmo, e tudo que conquistamos ao longo desse tempo foi juntos.

Digo que ela é  maravilhosa por diversos motivos, mas o principal é  por me aturar e entender o meu jeito rabugento, mal humorado, reclamao, pessimista entre outros adjetivos, sendo que ela é  o oposto de mim.

Atualmente sou funcionário público estadual  (não me considero um "funça" típico), há 5 anos. Sou nível  médio com cargo insignificante acima apenas do pessoal operacional e estagiários com rendimentos entre 2500 a 3000 joesleys.

Ja entrei em 4 faculdades federais diferentes e não  me formei em droga nenhuma. Num futuro post relatarei minha vida estudantil e acadêmica.

No momento sou o típico brasileiro: carro e apartamento financiados a perder de vista empréstimos por pagar e parcelamento de cartão de crédito.

Atualmente sou muito querido pelos gerentes de bancos, mas mal sabem eles que o jogo está virando a meu favor.

Parte 2

Apartamento: me desfiz de um espetacular veículo ano 93/94 para ajudar na entrada, juntamos o que tinha e o que não tinha, botamos os nossos respectivos pais para apoiar nas 500 mil taxas necessária pra papelada.
Eu indo entregar meu antigo veículo para o novo proprietário

Imóvel comprado na planta, espaçosos 58 m2, tudo pago direitinho agora era só esperar a entrega do imóvel. Por incrível  que pareça nao tivemos nenhum problema ate a entrega das chaves, pelo contrário até  entregaram antes.

Nunca moramos nele pois nunca residimos na cidade da compra. Assim que pegamos as chaves direto pra imobiliária pra alugar. Desde entao está  se pagando suas lindas parcelas regressivas.

Ah esqueci de dizer q a dilma pagou uma parte desse investimento.
Sempre desconfiei de suas intenções 
Ao todo vamos pagar R$ 110 mil sendo q em valores atuais está avaliado em R$ 200 mil. Nada mal hein.

Carro: de novo tenho que agradecer a Dilma. Lá pelo ano de 2011 seu governo estava  no auge da farra dos financiamentos, no ápice  dos incentivos  ao consumo desenfreado para alavancar a economia.

Eu e minha Rabugenta (vou chamar assim apesar de não  ser), somos a prova viva desse período.

Compramos um populixo 1.0, pelado, porém com um bom ano tendo eu um contracheque de ESTAGIÁRIO, e a rabugenta com um comprovante de BOLSA de mestrado.

Inacreditável, inadmissível, surreal. Acredito que a intenção da loja era de que não arcariamos com tamanho compromisso e devolveriamos  o carro, so pode ser isso.

Se deram mal, nunca foi atrasada nenhuma parcela, inclusive OS 2 CARROS já  estão  pagos...
Eu rindo da cara deles
  Empréstimo  e parcelamento de cartão: estes 2 últimos anos estão sendo difíceis, nunca sobra dinheiro (pelo título do tópico não poderia ser diferente), mas acreditem, é  por um excelente  motivo.

Rabugenta juntamente com uma sócia abriu uma franquia  de uma conceituada empresa a nível de sul do Brasil. Empresa na qual ela já trabalhava, e para ser franqueada tem que passar por todos os cargos da empresa, no melhor estilo outback (mesmo princípio dessa rede de restaurantes), e claro pagar os royalties e demais taxas.


Juntamos a grana necessária  para tal empreendimento (ta bom, quase toda), por alguns anos guardando na poupança, ela mesma, a queridinha dos brasileiros. Se sintam à vontade para me dar um sermão.

Na época  eu não sabia nem o que era o tesouro direto e sua complicada sopa de letrinhas devido a minha ignorância financeira. Só mais tarde descobri o clube dos poupadores e consequentemente os blogs de finanças lá pelo início  de 2016 que me ajudaram a me deixar de ser um analfabeto financeiro.

Depois de um ano e meio de portas abertas, depois de obras e mais adequações de gastos sem fim, muito mais despesas do que receitas, o investimento está começando a dar retorno. E as dívidas adquiridas estao quase todas quitadas, espero que até o fim do ano, o que vai ocasionar em aportes mensais mais robustos. Mesmo assim vou aportando como der ainda que pouco.

Parte 3
Conclusão 

Sou o típico brasileiro saindo da corrida dos ratos. Para começar os aportes mais consistentes vou ler muito, acompanhar os melhores sites de finanças  e claro acompanhar a blogosfera.

Não poderia deixar  de agradecer o imenso apoio  que recebi  na estréia do blog semana passada. Todos me dando força, me senti acolhido desde o primeiro comentário e ja pude sentir o quanto vai ser importante participar ativamente da blogosfera para evoluir cada vez mais.

Grande abraço 




terça-feira, 8 de agosto de 2017

Primeira postagem

Bem vindos ao meu blog. Depois de algum tempo sem poupar e praticamente estar engolido pela miséria, onde nunca sobrava nada no final do mês, muito pelo contrário, quase sempre nas profundezas do cheque especial e parcelamento de cartões  de crédito, eis que aquele tracinho negativo na frente do meu dinheiro está desaparecendo.
Eu saindo do atoleiro.
Tenho entre 30 e 40 anos, e sempre me interessei por finanças. Sou uma pessoa que odeia aglomerações porém não  sou anti-social, sou sim mal humorado e introvertido.
Assim como muitos blogueiros decidi fazer esse blog para me motivar a investir e nao perder o foco, ainda que ninguém  leia o blog, pelo menos botei no papel o que sentia no momento, e também  vai servir para acompanhar a minha trajetória que por sinal vai ser longa afinal estou começando  do zero no que tange os aportes.
Vamos ao que interessa, vou falar quanto ja tenho investido ou seja quanto tenho de patrimônio  trabalhando pra mim.
Eu me preparando pra anunciar quanto tenho...
Tesouro direto: R$169,80
CDB:                    R$ 10,00
TOTAL:                R$ 179,80
Vergonha, muita vergonha, mas fazer o que...
No próximos posts vou contar como minha vida esta estruturada e como zerei os tracinhos negativos da que tanto me incomodaram por anos além das cagadas de quem estava na corrida dos ratos.
Vou postar uma vez por semana sem dia específico, tentarei na terça. Sou muito burro, nem uma planilha simples sei fazer, portanto qualquer sugestão  é  bem vinda. Vou dedicar um tempo pra fuçar aqui pra melhorar o blog.
Até semana que vem.